Ser ou Não Ser Cleaner

Quando os brasileiros vêm para a Austrália o trabalho é uma das principais preocupações, afinal sem trabalho não dá para sobreviver aqui já que é considerado o país mais caro do mundo para se morar. Muitas vezes é difícil arrumar emprego no seu ramo profissional porque a maioria das faculdades brasileiras não é reconhecida e também por causa do nível de inglês. Por esses e vários outros fatores, muitos brasileiros acabam aceitando o primeiro trabalho que aparece. O mais comum entre eles é o de cleaner (diarista). A maioria das brasileiras que eu conheço aqui são cleaner ou babá, duas posições muito bem remuneradas, mas também desafiadoras.

Trabalhar como cleaner exige uma flexibilidade imensa e você pode escolher os dias e os horários, o que é bom para estudantes porque fica mais fácil de administrar com a escola. Mas o jeito mais comum de encontrar emprego como cleaner é por indicação. Aqui na Austrália as pessoas confiam muito quando alguém é indicado e dão preferência a uma pessoa conhecida. Trabalho gera trabalho, porque se o seu desempenho for bom, pode ter certeza que você será indicada para os amigos e a família do cliente.

Eu perguntei para algumas pessoas quais os pontos positivos e negativos da profissão e uma delas me disse: “Diarista aqui não sofre preconceito como no Brasil e o salário acaba sendo mais alto do que em outras indústrias. Mas o que eu não gosto é que a minha autoestima fica muito baixa porque é difícil de manter a vaidade quando você está tentando ir de um trabalho para o outro e depois para a escola”.

australiamapCréditos: Reprodução

Outra menina comentou o quanto é difícil trabalhar como cleaner porque é um trabalho muito físico e te deixa muito cansada, o que muitas vezes pode afetar o rendimento nos estudos. Outra desvantagem do emprego é que você não tem muita comunicação quando está limpando uma casa ou um escritório, sendo assim, não se pratica o inglês tanto quanto seria necessário para um bom aprendizado.

Na Australia também é possível limpar, no mesmo dia, três casas localizadas em bairros diferentes, pois o transporte público em Sydney é muito eficiente. Eu nunca trabalhei como cleaner, mas já tive muitos “subempregos” como lavar louça, garçonete, entre outros. Não é fácil trabalhar sendo estrangeiro nesse país, mas, por experiência própria, vale a pena, pois você acaba recebendo muito mais do que você receberia no Brasil, além de ter a oportunidade de viajar e conhecer outra cultura.

Cleaner não é uma profissão glamourosa, mas todos os seus esforços com certeza valerão a pena afinal de contas você não mora apenas no país mais caro do mundo, você também mora em um dos países mais lindos do mundo. Depois de um dia cansativo, correndo entre três casas e tentando terminar o trabalho a tempo de ir para a escola, você pode apreciar um pôr-do-sol maravilhoso ou dependendo do horário pegar uma praia e relaxar um pouco.

Sydney Opera House - Net BrasilCréditos: Reprodução

- Carolina de Martino

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *